Sonhos de uma noite...

Meu blog é da Paz!

28/06/2010


FAZER O BEM

 

"Faça todo o bem que você puder, com todos os recursos que você puder, por todos os meios que você puder, em todos os lugares que você puder, em todos os tempos que você puder, para todas as pessoas que você puder, sempre e quando você puder."

 

John Wesley

 

 

Há quase um ano atrás escrevi para ALERJ. Minha mãe ( 74 anos, diabética, hipertensa, cardíaca) tinha sofrido uma queda e uma fratura de fêmur. Estava internada num hospital com direito a outro e não conseguia ser removida. A única resposta que recebi foi do Noel de Carvalho ( ex-secretário de Educação no RJ). Sou concursada do ESTADO e ninguém conhece as mazelas da " máquina" como eu ( 24 anos em exercício...kkkk). Sou um arquivo VIVO. Fui perseguida meses depois, mas estou aqui. E sou e serei eternamente grata ao ex-secretário que não sabe quem eu sou e nem que conexões políticas tenho. Para ele sou uma cidadã gritando pelos meus DIREITOS.  Obrigada, Noel.

 

 

 

Imagem:http://www.flickr.com/photos/noeldecarvalho/sets/72157623921939201/

 

 

 

Escrito por Chuvinha às 21h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

07/02/2010


Alguém atrás da porta

 

 

 

Por mais que a gente tente há sempre alguém atrás da porta sem que possamos perceber. Foi com surpresa que atendi ao telefone hoje. Voz não reconheço, sou péssima com isso, mas reconheci o modo de se dirigir a mim: MENINA. Num domingo soa bem... principalmente numa ressaca, mas a verdade é que não esperava. E surpresa perguntei o porquê da ligação. Tinha me visto no dia anterior ao passar de carro, mas não tinha parado por achar que eu esperava alguém.  No final parecia um pai: preocupado com a MENINA sentada sozinha com um uísque na mão. Não dei explicação, não disse se esperava ou não alguém e como de costume estou sempre BOAzinha.  Será que há um cordão umbilical que nunca se rompe nas relações? Foi aí que comecei a pensar.  Atendi porque não reconheci o número e percebi que estou com o mesmo celular há muitos anos. Logo eu que vivia trocando... kkkkkkk. É cheguei a conclusão de que o tempo está me pegando e de que não passei em brancas nuvens por aí. Saudades? Não. Mas aprendi com um amigo a ver o lado bom das coisas. Nem tudo é perdido nas relações.

Escrito por Chuvinha às 22h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

30/01/2010


 A Segurança do comum

 

 

 

Estava dentro de um ônibus sentada quietinha quando ouvi: “Belo esmalte e belas unhas.” Fiquei surpresa com meu desconhecido companheiro de viagem-um homem de pouco mais de 30 anos, bem arrumado. Eu logo disse: muita gente não gosta (meu esmalte era amarelo). E ele: É um diferencial. Um diferencial muito bonito. E ainda conversamos um pouco sobre o comum, trabalho e horários. Depois fiquei pensando no quanto é seguro para algumas pessoas o comum: esmaltes vermelhos significam paixão, sexo... Esmaltes claros significam doçura, sofisticação. Mas o que significa essas cores fora dos padrões? Vontade de aparecer? (e to falando de mim mesma... rs). De ser diferente? Ou de arriscar a perder a segurança do comum? E na vasta divagação pensei em religiões. Quando alguém pergunta a outra pessoa qual é a sua religião imediatamente, praticante ou não, responde-se: católica. Eu costumo responder que não tenho religião – e enfrento o choque de fugir dos padrões... hehehe. Vivemos em sociedade e inseridos nela devemos ter um comportamento padrão para a boa convivência, mas eu me arrisco a perder a segurança das respostas comuns e a explicar meus vários gostos diferentes, inclusive minha preferência para homens. Enquanto uma maioria feminina levanta a bandeira do cafajeste – acho também de fato que poucas mulheres sabem o que significa a palavra – eu gosto dos “mauricinhos”, os politicamente corretos embora não seja” politicamente correta” kkkkkkk.

Imagem: files.lenysalao.webnode.com/200000065-1219b14...

Escrito por Chuvinha às 07h57
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

25/01/2010


Nós mulheres

 

 

 

Sempre ouvi que nossa classe- a feminina é desunida – e sempre me recusei a acreditar nisso. Nunca discuti com amigas por causa de homens, nunca me coloquei em posição difícil por causa deles, enfim venho tentando cumprir meu papel de mulher solidária com as outras. Mas confesso que ao longo dos anos tenho visto demonstrações de que a classe se desune em função do homem. Acho um absurdo qualquer mulher pensar que o seu objeto de desejo deu uma “escapadinha” por única e exclusiva vontade de outra mulher. A mim parece uma forma de simplificar e não discutir com o objeto de desejo. E mais a dita cuja não arruma coisa melhor ou ele é o único da lista. Aqui a fila é extensa e varia inclusive de idade de maneira  que não dá pra ficar “brigando” por causa de um homem. Eu costumo dizer que reajo sempre de forma inesperada tipo pegar um homem com outra mulher, sentar e ainda beber juntos sem me dar por achada. Quem me conhece há muito tempo conhece esta história e sabe como me saio bem sem perder o rebolado afinal... propostas não faltam...kkkkkkkkkkkkk. Estes últimos dias foram reveladores pra mim. Não sou ingênua e nem espero “promessas” – nossa isso foi hilário de ler! rs- entretanto dizem que o bom julgador julga os outros por si e aí me dou mal mesmo porque costumo acreditar nas pessoas (Papy até me diz que me desiludo com o ser humano). De qualquer forma a tolice alheia termina me inspirando... hehehe.

Escrito por Chuvinha às 19h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

03/01/2010


 

Mudanças

 

Finalmente em 2010. Eu sobrevivi...rs

Algumas coisas MUDAM...

 

 

 

 

 

 

Escrito por Chuvinha às 21h21
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

23/12/2009


Adeus Ano Velho

 

Este foi um ano ruim pra mim. Aguardo ansiosamente 2010.

E desejo a todos vocês boas festas!

Um beijo!!!!!!

 

 

 

 

 

 

 

Escrito por Chuvinha às 22h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

01/11/2009


Reações Determinadas

 

Aprendi a reagir sempre de forma inesperada.  Enquanto a maioria das pessoas acha que sabem ou esperam que eu tome determinada decisão, fale determinada palavra, sinta de determinado jeito eu vou seguindo com o péssimo hábito de surpreender... rs. Ninguém fica por cima pra sempre ou por baixo ( hehehe...nem na cama...kkkkkkkk). Costumo dizer que mudamos de lugar. Pessoas como eu estão prontas a adaptação: seja qual for e a prosseguir vendo a luz no fim do túnel por pior que a situação pareça. Algumas pessoas esperam que a gente discorde, peça, implore ou pior: que reconheça algo que só elas enxergam... rs. Meu filme de cabeceira é “ E O VENTO LEVOU”. E a frase final da Scarlet:” Amanhã eu penso nisso” é perfeita para mim.  Vou deixar uns exemplos do que dizem, do que esperam que eu diga e do que faço:

. Conheci outra mulher. (o sujeito espera um choro, um beiço, uma voz embargada.) Eu sorrio: Vá morar com ela (e se ele não for eu saio... kkkkkkkk)

. Não vou aceitar. (espera que eu implore, diga as qualidades e insista). Eu indico outra pessoa.

. Eu vou sair. (espera que eu diga: não vá, preciso de você). Eu deixo a mostra que já foi tarde.

.Eu sou assim. (como quem diz pegue ou não pegará). Pois eu sou assado (kkkk). Não pego. Pego outro porque eu também “sou assim” hehehe.

 

A gente vai vivendo e aprendendo, não é mesmo?

 

 

 

Imagem:http://meninasridiculas.files.wordpress.com/2009/07/chuva.jpg

Escrito por Chuvinha às 20h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

25/10/2009


Cotidiano Solitário

Ninguém mais diz bom dia, boa tarde ou boa noite. No máximo se troca olhares tipo “Eu conheço você. Oi”. Ninguém mais se importa com o outro. Estamos de um modo geral vivendo egoisticamente preocupados somente com nosso umbigo (e quando contrário trata-se apenas de fofoca). Não estamos evoluindo. Vemos o descaso com os idosos, o assédio às crianças, o preconceito de raça e gênero, mas o que fazemos? Nada. No máximo lamentamos. A “falta de tempo” não nos permite lutar por um ideal ou por justiça. Nas tentativas se há perda no primeiro round a opção mais cômoda é desistir. Os ônibus não param para os idosos, as crianças de rua que vendem balas são constantemente assediadas por “homens de família” (EU VI), os gays são preteridos nos locais onde deveriam ser atendidos, os negros continuam sofrendo preconceito e alvo de piadas e a gente continua dizendo que essas coisas não existem aqui. Que há um exagero. É mais fácil dizer isso. É cruzar os braços. E o “Eu não tenho nada com isso” é a frase do momento. Somos coniventes quando nos calamos.

“Para que o mal triunfe, basta que os bons não façam nada”.

Edmund Burke

Imagem: www.homedoctor.com.br/telas/pagina.php?id_sub=59

Escrito por Chuvinha às 16h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

18/10/2009


Tempos Modernos

 

 

Hoje em dia quando perguntamos o estado civil de uma pessoa raramente recebemos como resposta a simplicidade do ontem tipo: casado, solteiro, noivo, etc. Hoje ouvimos: enrolado, encrencado, to ficando ou vivo um “relacionamento aberto”. Vamos parar aí. Moderno né? Bonito de dizer: “Relacionamento aberto”. Vejo isso em Orkut, ouço como resposta e pergunto o que é?  Homens adoram e mulheres usam também esta nova forma de interação entre os sexos (ainda que do mesmo gênero), mas volto a perguntar: o que é? Aos 44 anos, moderna como sou (pelo menos me acho rs), ABERTA como sou a novidades (este aberta saiu bem... k) não sei o que é ou como funciona.  O pouco que vi e ouvi sobre este tipo de relação me deixou mais confusa ainda porque o casal pula a cerca (que coisa moderna de fazer abertamente! rs) com a conveniência de ambos, mas eis que sentem ciúmes! Ué... não entendo. E terminam “incomodando” o coitado do terceiro que muitas vezes entrou nessa sem saber... rs ( experiência própria gente...k). Vocês sabem como sou quanto a ciúmes – sentimento que a gente deve lutar contra por ser um tanto de orgulho ferido – e como detesto amolação. Se eu tiver que discutir, brigar, amolar por causa de um homem prefiro ficar sem ele (até porque a maioria não vale o esforço... rs). E. os “ homens modernos” não tem o menor controle sobre isso e continuam apesar do discurso ligados ao “ relacionamento fechado” hehehe.

Imagem:  glauciananunes.wordpress.com/.../

Escrito por Chuvinha às 09h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

09/10/2009


Frases de MSN:

 

É interessante o quanto as pessoas se revelam naquelas frases de MSN. Não basta colocar o status (é moda o de AUSENTE ou OCUPADO...kkkk). A mão da gente coça e todo mundo termina identificando o humor, os acontecimentos, enfim as “últimas” pelas frases. E isto nos facilita de certa forma porque chega a ser tão revelador da personalidade que a gente ou fala logo ou bloqueia (hihihihi). A do Papy, por exemplo, é sempre “Muito Trabalho”! Aí eu logo mando um “Normal” porque com ele vivo de monólogos...kkkkkkkkkkk.

Exemplos de frases:

“A maternidade conserta – estava escrito errado e eu me recuso a escrever errado...rs- as mulheres feias”.  -minha vontade foi perguntar o que conserta os homens feios....hehehe.

“As melhores mulheres pertencem aos homens mais atrevidos!” – preciso pensar.

“Clássico, versátil, disponível na versão namorado” – talvez.

“Um homem também chora... também deseja colo... palavras amenas...” – colo eu quero.

“Não sou uma completa inútil... Ao menos sirvo de mau exemplo” – esta é ótima!

“A dúvida leva ao medo, o medo leva ao ódio e o ódio leva ao lado negro da força” – Guerra nas Estrelas? RS

 

E a melhor  li no MSN do meu filho caçula:

“ Mulher comigo não anda a pé. Tenho dois Riocard” - kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

 

Imagem: 3.bp.blogspot.com/.../s400/Windows+Messenger.png

Escrito por Chuvinha às 19h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

02/10/2009


PERDAS E GANHOS

 

Estou tentando entender a euforia do Rio 2016. O que nós brasileiros ganhamos? Nós que trabalhamos, pagamos todos os impostos, convivemos com a violência urbana, com o péssimo transporte, com a má qualidade da Educação, com a falta de moradia, com o CAOS da saúde... o que ganhamos?

Que melhorias para a vida dos anônimos esperançosos vai haver?

Segundo as autoridades hoje o dinheiro existe. Para quê?

Se alguém puder me dizer no que vai melhorar para nós brasileiros – ouvi até auto-estima... rs – aceito discutir o assunto.

E vou além. Fiquei pensando. Se existe dinheiro para melhorias de alguma forma porque dependia de sediarmos as Olimpíadas? Que vai entrar grana de fora a gente sabe. Mas o que me interessa é a grana de dentro: a nossa.

 

 

 

Escrito por Chuvinha às 19h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

26/09/2009


DEFINIÇÕES



Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.

Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta
um capítulo.

Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego.

Preocupação é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair de seu pensamento.

Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que devia querer outra coisa.

Certeza é quando a idéia cansa de procurar e pára.

Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido.

Pressentimento é quando passa em você o trailer de um filme que pode ser que nem exista.

Vergonha é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora.

Ansiedade é quando sempre faltam muitos minutos para o que quer que seja.

Interesse é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento.

Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado.

Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes.

Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração.

Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma.

Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros.

Culpa é quando você cisma que podia ter feito diferente mas, geralmente, não podia.

Lucidez é um acesso de loucura ao contrário.

Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato.

Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele.

Paixão é quando apesar da palavra ¨perigo¨ o desejo chega e entra.

Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado.
Não... Amor é um exagero... também não.
Um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero, um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego?

Talvez porque não tenha sentido, talvez porque não tenha explicação,
Esse negócio de amor, não sei explicar.

Mario Prata

Escrito por Chuvinha às 08h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

20/09/2009


Palavras na Hora H

 

Outro dia eu estava comentando sobre certas frases masculinas tipo:

- Vou te fazer toda, menina! ( rs) - seja lá o que isso signifique pra mim porque segundo a garotada nada mais é que " Eu vou te comer" - o que diga-se de passagem não tem nada de original .

Mas esta é apenas uma dos mil exemplos de bobajadas ditas pelos homens ( calma! acredito que as mulheres na hora H também digam asneiras...hehehe).

Entretanto tenho andado até bondosa com o sexo oposto ao ouvir frases do tipo: ( não significa que as palavras tenham sido ditas pra mim...rs. Acho até que só conheço mudos...kkkkkkkkkk)

- Tenho muita vontade de você.

_ Boboca.

_ Dócil. ( imaginem, eu? rs)

- Potrinha brava.

_ Gostosa demais.

_ Quentinha.

O vocabulário masculino está mudando ou o meu modo de ver está.

Tenham uma boa semana!

 

 

 

 

 

 

Imagem:  http://sol.sapo.pt/photos/humanfotos7/images/1274343/original.aspx

 

Escrito por Chuvinha às 14h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

16/09/2009


ESPELHO

 

Se há algo que me perturba é olhar alguém e me ver. Perturba porque sei o que está pensando e não sou médium...rs. Entretanto me tranquiliza as reticências sem ter que explicar o que eu quis dizer, me tranquiliza o silêncio do que não quero dizer e me tranquiliza dizer a verdade sem medo de ofender.

 

 

 

 

Aproveitando a passagem pra dar a mão a palmatória ao Mauro. Se eu tivesse ouvido os conselhos dele certamente teria evitado um monte de aborrecimentos. E admitindo que alguém mais jovem percebe mais longe que a suposta " espertinha" aqui....rs

 

 

Imagem: estreladosul.blogs.sapo.pt/41736.html

 

 

 

Escrito por Chuvinha às 08h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

06/09/2009


Homens

 

Por que todo homem mais jovem que a gente tem a mania de dizer: " Estou acostumado a me relacionar com mulheres de sua idade".? Não, não está. Se estivesse o primeiro passo seria não dizer isso porque faz a gente se sentir velha ( eita meninada burrinha! rs) e afinal dificilmente somos nós que paqueramos os donzelos. Eles sim  é que vem atrás como abelhas no mel. A gente percebe de longe que eles não tem a menor experiência com mulheres de minha idade ( hehehe - gostaram?) e possivelmente da idade deles também não. Nós as maravilhosas que o tempo não destrói não temos paciência com essas babaquices, com a aflição desses meninos nem tampouco com as pérolas que soltam numa tentativa de nos convencer. Nós as lobas: bonitas, independentes, charmosas , inteligentes estamos à procura de alguém que some, que ensine, e que tenha paciência com nossos charminhos e nossa vaidade. Bom feriado para vocês!

 

Escrito por Chuvinha às 19h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, de 36 a 45 anos, Portuguese, Cinema e vídeo, Saúde e beleza, filosofia, sexo, viagens, arte e cultura
MSN - yameebis476@hotmail.com

Histórico

Jus Indignatus, por Ricardo Rayol
Glitter Photos